João Doria ganha prévias do PSDB e é pré-candidato ao governo de SP

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
João Doria vence prévia do PSDB no 1º turno e disputará governo de SP

A cidade de São Paulo, mais uma vez verá o seu chefe do executivo não concluir seu mandato para o qual foi escolhido nas últimas eleições, e dessa vez quem deixa o cargo é o Prefeito João Doria Júnior eleito como pré-candidato a governador.

A votação das prévias ocorreram neste domingo (18), e por votação da maioria com quase doze mil votos, em um total de quase 80%, João Doria foi escolhido como o sucessor no governo  do estado de São Paulo, vencendo a briga que foi disputada com os tucanos Floriano Pesaro, Luiz Felipe D’Ávila e José Anibal.

O pré-candidato tucano sempre com o discurso aquecido, atacou o derrotado José Anibal que o acusou de fraude nas eleições das prévias do PSDB, alegando que as eleições dentro do partido estão maculadas porque não houve debate e diz esperar que o resultado possa prejudicar o partido que sempre prezou pela integridade, legitimidade e transparência.

https://www.elegis.com.br/livro-traz-confissao-de-lula-estou-pronto-para-ser-preso/

Anibal ainda afimou que “o partido está errando, a direção partidária está atropelando, desrespeitou normas regimentais, é um processo por rolo compressor. É um pressuposto de que o recall do prefeito é o melhor recall entre os pré-candidatos e isso o qualifica para ser candidato a governador, pelo contrário, o prefeito sai da prefeitura e sai muito criticado pela população de São Paulo, que confiou nele, que acreditou na palavra dele, ele não tem palavra, ele não cumpre, ele disse que ia ficar, mas mais grave que isso, o que ele disse que ia fazer ele não fez. Ele sujou a ideia do gestor, ele é um mal gestor, ele é um político carreirista”.

As eleições primárias tucana desse ano foi palco de vários ataques e farpas entre algumas lideranças importantes do partido, e se chegou a discutir a pré-candidatura de Doria para a presidência da república, o que causou muito alvoroço e brigas dentro do partido diante da escolha do nome Geraldo Alckmin para o cargo presidencial.

As eleições dentro do PMDB em 2018, ficam marcadas pelo clima tenso e pela polarização que foi criada dentro do partido, o que demonstra que mesmo os partidos consolidados no brasil, ainda temem muito com os novos nomes da política.

Comments

comments

Mais conteúdo