Crowdfunding eleitoral: entenda como funciona

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Você sabe o que é crowdfunding eleitoral? Essa prática, regulamentada a partir da Reforma Política que aconteceu em 2015, abriu portas para um novo estilo de financiamento das campanhas eleitorais de candidatos.

A medida começou a valer de vez a partir de 2017, quando ocorreram alterações nas regras de arrecadação e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) autorizou as “vaquinhas virtuais”, ou seja, tornou-se possível o financiamento coletivo de campanhas eleitorais.

O financiamento por crowdfunding tem como principal fundamento a cooperação coletiva na captação de recursos para o desenvolvimento de projetos eleitorais. As eleições de 2018 foram as primeiras a adotarem o crowdfunding eleitoral.

Para entender melhor o que é crowdfunding e as suas especificações, continue lendo o texto para conferir como ele funciona na prática.

O que é crowdfunding?

O crowdfunding é uma forma de arrecadação de dinheiro coletiva que acontece quando o idealizador ou grupo de algum projeto não tem a quantia necessária para colocá-lo em prática.

Assim, por meio da internet, o indivíduo divulga suas ideias, com intuito de conseguir a verba, a partir de pessoas dispostas a colaborarem com o financiamento do projeto.

Essa estratégia de arrecadação financeira é bastante popular entre empreendedores no mundo todo, demonstrando ser muito eficaz para empresas e novos artistas que buscam uma maneira de colocar seus projetos em prática, mas não têm o dinheiro suficiente para que isso aconteça.

Basicamente, o idealizador disponibiliza informações do seu projeto, junto com a meta de arrecadação e o tempo para que isso se realize. Logo, quem quiser colaborar com o projeto pode fazer isso com apenas alguns cliques. Caso a meta não for alcançada, o dinheiro volta para os colaboradores.

O financiamento coletivo nas eleições

Iniciado oficialmente em 2018, o crowdfunding eleitoral para financiamento regularizou uma nova forma de conseguir recursos para campanhas. Porém, antes de adotar essa estratégia, o candidato já deve ter o registro de candidatura, além de cumprir algumas regras definidas pelo TSE.

Entre as regras, é obrigatório que o partido político do candidato tenha CNPJ. A emissão de recibos também é exigido para todo tipo de doação, com todas as informações específicas dos doadores, principalmente a quantia doada. Esse financiamento coletivo só pode ter como colaboradores pessoas físicas.

Quer começar a investir na sua gestão eleitoral com eficiência e praticidade? Confira como acessando o nosso site.

Quais são os benefícios do crowdfunding eleitoral?

A maior vantagem desse recurso é fazer os colaboradores da campanha contribuírem com causas que acreditam, exercendo o poder da democracia. Assim, os eleitores que apoiaram as ideias do candidato se tornam “fiscalizadores” das ações prometidas por ele, caso ganhe a eleição.

Essa estratégia também é uma forma de partidos e candidatos pequenos conseguirem arrecadar dinheiro para suas campanhas, ganhando uma chance de destaque nas eleições.

Uma nova forma de fazer campanha

É fato que a internet já faz parte do nosso cotidiano, modificando todo convívio na sociedade. Para campanhas eleitorais, isso não é diferente: o crowdfunding é a prova de que é possível fazer campanhas de um jeito inovador.

Por mais que ainda seja uma opção de financiamento recente e que ainda precise de certa monitoração, essas arrecadações coletivas estão mudando o cenário político, demonstrando resultados significativos para os candidatos.

Entendeu como funciona o crowdfunding eleitoral? Então, conte sua opinião sobre o assunto nos comentários e acesse o blog para ficar por dentro das novidades.

Comments

comments

Mais conteúdo